19.5.16

sorte

Existe? Parece, às vezes. À caminho do chão a laranja escapa, damos um empurrão e ela pula para dentro da cesta. Sorte? Acredita? Ou habilidade direcionada? Liga para o disk ingresso e consegue o último do show do século. Vira a esquina e um ônibus entra na calçada em seguida, por um metro do seu pé. Lembra por acaso de ligar para o cliente antes de sair, depois de um dia super corrido. Quanto é sorte? Quanto trabalho e movimento? Não acredito em sorte. Explicando sobre a baixa de prazos no sistema novo para a nova advogada dou de cara com o prazo que faltava. Em viagem com amigos conheci minha esposa. Em energia canalizada para isso veio o Pedro na primeira tentativa. Do treino do perímetro a bola de três foi fundamental naquele jogo de campeonato. E vai por aí. Mão na massa e as coisas acontecem. Não por sorte. Porque estávamos disponíveis. Nosso tempo comportava o acontecimento importante. E a loteria, você pergunta. Você comprou o bilhete? Conferiu o sorteio? Foi lá buscar a bolada? Abriu a conta no banco? Respirou fundo? 
Movimento, meu caro, movimento. E as coisas acontecem. Pode apostar. (Na loteria também, se quiser.)

2 comentários:

Ou: pi_cap@hotmail.com

Obrigado.